terça-feira, 23 de junho de 2009

adeus, gente boa

oi, acho que isso é o fim.
ou um pequeno intervalo, talvez.

sei lá.
fui tomar um cafézinho.

ps.: eu não tomo café. nem chá. nem leite.
tive uma ideia para um blog novo, mas esqueci.
e lembrei agora que não tenho o que escrever. esgotei todas as lamentações possíveis.

(dessa vez não é 1º de abril)

sexta-feira, 19 de junho de 2009

terça-feira, 16 de junho de 2009

Conte-me algo engraçado

O último post foi o mais engraçado (ou talvez o único engraçado) de todos os tempos desse blog. Pior que nem foi proposital. É.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Não tenho mais o que postar no blog desde que resolvi que tá tudo ok...

quinta-feira, 4 de junho de 2009

De tempos em tempos esse blog perde todo o sentido.

Primeiro porque não faço poesia sempre - se o sentido desse blog fosse postar poema.

Segundo porque essa loucura por escrever - escrever sempre, enfim - não me é própria. Raramente tenho vontade de postar alguma coisa. E raramente é de minha autoria (os diálogos não são necessariamente "meus"...).

Terceiro porque o que mais tem aqui é tristeza. Escrevo, geralmente, porque estou triste. Talvez eu tenha me acostumado com essa ideia de ser triste, quando na realidade está tudo ok, nada que não se possa resolver, nada que mereça drama. Em suma, não sou infeliz. Dia desses eu repensei se faço tipo, e não sei se é exatamente isso, mas fato é que me cansei de "ser" assim. Se eu não conseguir ser de outro jeito, é porque não faço tipo. Se eu conseguir, como acho que consigo, é bem provável que eu esteja perto do "fake".

E aí, das duas opções, o que é pior?